SUCESSO DAS OBRAS NOS CONDOMÍNIOS
O ACOMPANHAMENTO DE OBRA É NECESSÁRIO?

O sucesso de uma obra nos condomínios passa por algumas etapas sendo a primeira delas a discussão e a aprovação em grupos de estudos e depois nas assembleias.

Neste processo temos a escolha das empresas e dos materiais a serem utilizados nas obras em geral. 
Após esta etapa vem a formalização dos contratos com a empresa prestadora do serviço e o início das obras. Certo? 

Errado. Verificamos que muitos dos condomínios não realizam outro passo importante para a obtenção de sucesso na finalização da obra – o acompanhamento da obra e o controle sobre o uso adequado dos materiais definidos no contrato.

Muitos moradores de condomínios já vivenciaram uma situação de insatisfação com o resultado de obras de melhorias ou emergenciais. Para não sofrer novamente com isso faz-se necessário seguir os seguintes passos:

 

PLANEJAMENTO

Planejar bem uma obra antes mesmo dela começar trás inúmeras vantagens tais como:
- acompanhamento das atividades;
- cumprimento dos prazos;
- redução dos custos;
- provisionar o ‘caixa’ do condomínio.

A atenção dispensada a essa tarefa é vital não apenas para reduzir riscos e custos mas também para evitar futuros problemas.

PROJETO E CRONOGRAMA DE OBRAS

Outro ponto fundamental é ter um bom Projeto e um Cronograma de Obras eficiente.
O sucesso de um projeto é medido por boas ideias, atendimento aos prazos, custo e qualidade. 

Veja como funciona:
cálculo de orçamento;
levantamento e listagem de todas as atividades (serviços de alvenaria, hidráulicos ou elétricos) incluindo o detalhamento de subtarefas (exemplo: ao invés de apenas ‘assentamento de piso’, listar ‘execução do contra piso’, ‘colocação do piso’, ‘aplicação de rejunte’ e ‘limpeza) ;
definição de datas seguindo uma lógica de execução das tarefas;
direitos e deveres do condomínio e do prestador de serviços;
cláusulas referentes ao cumprimento do prazo de execução da obra e sobre os procedimentos relativos a quebra de contrato, encerramento e ressarcimento;
gerar toda a documentação necessária (exemplo: ART);
aprovar o projeto na prefeitura;
apresentação dos recolhimentos dos impostos e tributos por parte do prestador de serviços, evitando futuras contingências ao condomínio;
garantir a segurança dos trabalhadores (uso de equipamentos obrigatórios de EPI);
fazer um seguro de obra;
descarte correto dos resíduos da obra, entre outros.


ACOMPANHAMENTO DA OBRA

Na parte de acompanhamento de Obra, que pode ou não ser feita pelo executor da obra, deve-se solicitar dois relatórios: Memorial Descritivo e Diário de Obra. 
A função de ambos é melhorar a qualidade das obras.

O Memorial Descritivo ajuda a planejar a obra e garantir que o acordado entre o executor e o condomínio não seja quebrado. É o detalhamento em todos os aspectos. Inclui a identificação e quantificação dos materiais empregados na obra: 
tipo de areia, pedra e cimento;
tipo de canos e conduítes;
tipos de alvenaria e cobertura;
esquadrias e vidros;
revestimentos e pisos;
instalações elétricas e hidráulicas;
pintura;
louças e metais;
demais acabamentos;
limpeza final.

2) Diário de Obra complementa o memorial descritivo. Nele são verificados e conferidos a entrada de materiais na obra, o armazenamento correto dos materiais na obra e a organização da obra, gerando relatórios fotográficos descrevendo o andamento de cada etapa. Dessa forma você terá o histórico da evolução da obra com transparência e confiabilidade até a entrega da obra.


PÓS-OBRA E PRAZO DE GARANTIA

Definir e garantir em contrato quais são os prazos legais para solicitar reparo (caso ocorra algum vício de produto no pós-obra) e quais são esses itens. 


Pronto. Agora, com certeza, podemos dizer que estes cuidados geram a qualidade da obra e garantem que as melhorias sejam aquelas definidas quando da realização da assembleia.

Siga-nos nas mídias sociais!

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Simplify